Efeito Terapêutico dos Contos

A Função Terapêutica das Histórias Infantis

“O texto escrito direcionado à criança pode ter aplicabilidade terapêutica, isto é, pode produzir emoções e apaziguá-las, proporcionando a catarse aristotélica – a justa medida dos sentimentos – conduzindo ao equilíbrio necessário à mente infantil; pode produzir o riso – que transforma a dor em prazer; pode construir identificações nos modelos literários –personagens, situações ou intrigas que circulam no texto, ao valer-se da introjeção (em que certos objetos são absorvidos pelo ego) e da projeção (quando a dor dentro do ego é empurrada para o exterior), pode proporcionar a introspeção – pela reflexão, e pode favorecer a compensação – o imaginário suprindo o real.

Na psique infantil o imaginário e a fantasia podem ser liberados pelo contato literário (escrita, audição ou leitura), pois são constitutivos da atividade criadora da criança sobre a realidade. Existe, portanto, um caminho para chegar ao prazer estético, que na criança passa pela influência do literário, da brincadeira, dos jogos em seu imaginário, em sua fantasia, mas que se manifesta como atuação no mundo, como linguagem.

Assim, admite-se a possibilidade de, pelas vias do literário suscitar não apenas o prazer estético – a atividade constitutiva da arte – mas também atribuir uma função terapêutica à leitura e narração de histórias infantis.” (Fortkam, 2004) *.

CP [Psicopedagoga]

 
* Consulte a página Bibliografia para saber mais sobre estas referências.

Featured Box Wordpress Plugin developed by YD